Como iniciar a educação ambiental frente os desafios ?


Na postagem Da mexerica à sustentabilidade, escrevi sobre a necessidade do contato das crianças com a natureza, para que conheçam o ambiente em que vivem e descubram a sustentabilidade. E o comentário da Tathyana do blog Nossas coisas: de mãe para filhos me motivou a aprofundar no assunto.

No dia 05 de junho comemoramos o dia do meio ambiente, e entre várias propagandas, lembretes, e comemorações do dia, pouco se fala sobre dicas eficientes para a educação ambiental frente aos desafios da atualidade.

O consumismo que acomoda, as novas tecnologias e os meios de comunicações que atraem, o trabalho que toma o tempo, a urbanização que  toma o espaço, a preguiça  que domina e a ambição que consome., são desafios que a educação ambiental precisa superar.

A falta de espaço ou quintal em casa, a falta de tempo para filhos, a falta de segurança, de dinheiro ou conhecimentos não podem ser obstáculos para a educação ambiental.

O exemplo é a melhor forma de educar. Parar um minuto para admirar o céu , o horizonte ou uma paisagem , é uma oportunidade para despertar a curiosidade de uma criança. Ter aquele jarrinho de flor, um canteirinho de cheiro-verde ou jardim, também é válido para iniciar a educação ambiental.

Ensine as crianças a observarem o processo de crescimento de uma planta, a criarem o hábito de cultivar com paciência e dedicação, permita-lhes a ter a experiência de subir em uma árvore, de colher uma fruta do pé, a compararem paisagens diferentes, a perceberem a degradação do meio ambiente através de queimadas, poluição do ar e das águas, a reconhecer o valor  das plantas orgânicas, e a importância da preservação ambiental.

Mas calma, não precisa ensinar tudo de uma vez. Comece dando o exemplo e ensinando-as a amar o meio em que vivem, pois como diz o ditado: quem ama cuida.

Erica Bosi 

Leia Mais:
Dicas de reciclagens 
Preservação ambiental na mostra da educação infantil
Dicas para trabalhar cores e meio ambiente na sala de aula


Comentários

  1. Muito legal o meu comentário ter motivado esse post. Nós, mães, temos um desafio imenso nas mãos que é transformar esse mundo caótico em um mundo sustentável. Muitas aquisições que nós conquistamos teverão ser equilibradas com o retrocesso da nossas avós. Não é abandonando as tecnologias que iremos chegar a um mundo mais verde e sustentável e sim aliando isso ao meio ambiente, a economia doméstica, a educação infantil. Temos um longo caminho a ser percorrido. E vamos trocando mais e mais figurinhas. Adorei. Bjssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Muito legal seu comentário.
    A transformação é natural, as novas conquistas também, mas é preciso resgatar alguns valores e hábitos do passado, que foram desvalorizados ou substituídos.
    Ninguém nunca me ensinou a combater as pragas que atacaram a minha horta no ano passado. Mas porque?
    Em casa ensinaram o que acharam ser necessário para mim.Na escola me ensinaram o que constava no currículo, por isto eu sabia teoricamente o que significava sustentabilidade, mas não sabia como cultivar uma horta.
    Temos que romper com esta contradição de teoria e prática.
    Resta-nos tentar mudar o rumo do qual tem ido a educação.

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Você sabia que LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), que é o idioma em que os surdos se comunicam, é a segunda língua oficial do Brasil?

    Com objetivo de expandir a língua de sinais um grupo de professores e alunos da escola Lauro Müller em Florianópolis criou o BLOG VEJO VOZES e por conta disso estamos aqui lhe convidando para fazer parte da nossa história.

    Se você entende que nosso país precisa de educação com qualidade e que a inclusão é um direito de todos, venha nos conhecer. O endereço é:

    http://eeblmlibras.blogspot.com/

    Abraços fraternos

    PS. COMEÇAR PELOS PEQUENOS PARA COLHERMOS BONS FRUTOS. PARABENS!!!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou da postagem? Deixe aqui seu comentário ou sugestão. Sua opinião é muito importante.