Como iniciar a educação ambiental frente os desafios?





Na postagem Da mexerica à sustentabilidade, escrevi sobre a necessidade do contato das crianças com a natureza, para que conheçam o ambiente em que vivem e descubram a sustentabilidade. E o comentário da Tathyana do blog Nossas coisas: de mãe para filhos me motivou a aprofundar no o assunto.

No dia 05 de junho comemoramos o dia do meio ambiente, e entre várias propagandas, lembretes, e comemorações do dia, pouco se fala sobre dicas eficientes para a educação ambiental frente aos desafios da atualidade.

O consumismo que acomoda, as novas tecnologias e os meios de comunicações que atraem, o trabalho que toma o tempo, a urbanização que  toma o espaço, a preguiça  que domina e a ambição que consome., são desafios que a educação ambiental precisa superar.

A falta de espaço ou quintal em casa, a falta de tempo para filhos, a falta de segurança, de dinheiro ou conhecimentos não podem ser obstáculos para a educação ambiental.


O exemplo é a melhor forma de educar. Parar um minuto para admirar o céu , o horizonte ou uma paisagem , é uma oportunidade para despertar a curiosidade de uma criança. Ter aquele jarrinho de flor, um canteirinho de cheiro-verde ou jardim, também é válido para iniciar a educação.

Ensine as crianças a observarem o processo de crescimento de uma planta, a criarem o hábito de cultivar com paciência e dedicação, permita-lhes a ter a experiência de subir em uma árvore, a colher uma fruta do pé, a compararem paisagens diferentes, a perceberem a degradação do meio ambiente através de queimadas, poluição do ar e das águas, a reconhecer o valor  das plantas orgânicas, e a importância da preservação ambiental.

Mas calma, não precisa ensinar tudo de uma vez. Comece dando o exemplo e ensinando-as a amar o meio em que vivem, pois como diz o ditado: quem ama cuida.

Erica Bosi

Comentários