Alimentação saudável na infância e o papel da merenda escolar



Se perguntarmos às crianças qual é o gosto da infância qual seria a resposta que elas nos dariam? Chocolate, chiclete, bolacha e bala certamente estariam entre as mais frequentes. Mas quando perguntamos para as mães qual a resposta que elas queriam ouvir, tudo seria certamente diferente.
A alimentação na infância é definitivamente um dos assuntos mais importantes da saúde das crianças. Os hábitos alimentares são fundamentais para o desenvolvimento e para uma vida adulta saudável. A merenda escolar é essencial neste aspecto, já que se trata de uma refeição feita durante o horário escolar, onde se gasta muita energia. Mas o que será que as crianças comem na merenda?
Algumas escolas oferecem a merenda nos horários de almoço e jantar. As escolas públicas costumam servir estas refeições e as escolas que tem alunos em horário integral costumam oferecer refeições como almoço e jantar. Nas escolas onde não há oferecimento de refeições existe a famigerada cantina, com lanches apetitosos para as crianças, porém nada saudáveis.
Segundo especialistas em saúde da criança, os hábitos saudáveis na alimentação devem começar logo na infância. A merenda escolar está diretamente relacionada com o aprendizado e a evolução da criança na escola. Hoje em dia as escolas têm a preocupação de promover o oferecimento de uma merenda que seja ao mesmo tempo variada e nutritiva, sendo que o desafio é fazer com que os alunos aceitem um novo cardápio, diferente do que eles encontram na cantina.
Ao substituir as guloseimas como salgadinhos, refrigerantes e chocolates por alimentos verdadeiramente nutritivos como frutas e verduras, a criança não só estará bem alimentada como também estará mais preparada para aprender. Frutas como a maçã e a banana por exemplo, ajudam na concentração e são ótimas para a memória. Outros tipos de alimentos como alface e ovos possuem substâncias que estimulam o raciocínio. Neste ponto de vista, a alimentação saudável favorece o desenvolvimento escolar da criança e a participação da família é crucial nesse processo.
Crianças que se alimentam adequadamente têm bom desempenho escolar e mais facilidade de assimilação do aprendizado, além de estarem sempre bem dispostas, atentas e prevenidas contra uma série de doenças e desequilíbrios futuros como os problemas relacionados ao crescimento, hipercolesterolemia e a incidência de casos de obesidade infantil.
Mas como convencer as crianças a trocarem o chiclete pelo brócolis? A resposta pode estar nas atividades pedagógicas desenvolvidas pelas escolas e professores que ensinam as crianças a importância da alimentação saudável de forma divertida, como as aulas de culinária e cultivo de hortas na própria escola. Desta forma, outros valores e conhecimentos podem ser trabalhados também.
Para que nossas crianças tenham um futuro brilhante e com muita saúde, os pais e educadores devem estar atentos à  alimentação dos pequenos e cuidarem para que a merenda escolar seja uma aliada neste processo.


Artigo enviado por Guilherme da Luz, que escreve regulamente para portais que tratam de assuntos como educação e planos de saúde.


Comentários


  1. nos concordamos porque as crianças de hoje em dia não querem mais alimentos saudáveis.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou da postagem? Deixe aqui seu comentário ou sugestão. Sua opinião é muito importante.