Como utilizar o Facebook como instrumento educativo

O Facebook continua sendo a rede social mais acessada no Brasil e já virou "febre" entre crianças e adolescentes.  Embora muitas vezes seja visto como um vilão sobre alguns aspectos como o excesso de exposição, esta rede social pode sim trazer benefícios e ser utilizado como suporte educativo nas escolas. Veja como:


Facebook Educação

1- Conteúdo de fácil acesso


Acredite, para muitos estudantes é mais fácil ter acesso ao conteúdo escolar pelo Goolgle ou uma página específica do que abrir um livro. Parece estranho, mas muitas vezes encontramos  na internet instrumentos didáticos muito mais interessantes e com linguagem mais clara e agradável do que nos livros da escola ou naquele questionário formulado pelo professor. O problema é que nem sempre o conteúdo encontrado é correto ou adequado para nossos alunos.  Por isso, um professor "antenado", que reconhece o valor dos instrumentos educativos que a internet oferece, fornecerá materiais diversificados aos alunos em páginas ou grupos, favorecendo assim o aprendizado. Esses materiais podem ser compartilhados com muita facilidade entre os estudantes, fazendo com que a rede de aprendizado se multiplique naturalmente.


2- Promovendo concursos e campanhas


O Facebook pode ser um ótimo instrumento para um concurso de artes,  fotografia,  poesia,  ciências,  dança, etc. Basta saber usar as ferramentas que ele oferece.
O Instagram, rede social baseada em fotos, pertence ao Mark  Zuckerberg, o mesmo criador do Facebook.  Você pode usar as duas redes de forma integrada ao realizar um concurso, assim como pode fazer com outras redes também.
Todos os anos surgem várias campanhas no Face que tornam-se virais (espalham-se rapidamente por todo o mundo). Um exemplo de campanha  que gerou muita repercussão o ano passado foi o Desafio balde de gelo que tinha como objetivo arrecadar fundos a favor dos portadores de Esclerose lateral amiotrófica, uma doença degenerativa conhecida como ELA. 
Com criatividade pode-se promover concursos e campanhas  educativas na rede social conforme o objetivo do professor ou da escola. Se  forem do interesse dos alunos, há grandes chances de serem o  maior sucesso!

Página de educação Facebook

3-  Desafios e maratonas


O desafios são brincadeiras que são levadas a sério pelos adolescentes nas redes sociais. Eles devem desafiar uns aos outros ou apenas tentar resolver questões específicas, somando pontos ou não. Pode gerar competição, mas pode também desenvolver o raciocínio lógico.  Conheça a página Desafios matemáticos.
Maratonas são parecidas com os desafios, porém menos competitivas e mais utilizadas nas áreas esportivas e culturais. 

4- Prazer em conhecê-lo

Você pensa que conhece bem seus alunos até visitar os seus perfis e conhecer as páginas que eles frequentam. Mais do que as poses e selfies que fazem com frequência e os fã-clubes que eles frequentam, você pode conhecer um pouco da personalidade deles, bem como o meio social em que vivem.


Estes observações podem ser positivas para pessoas bem intencionadas, mas podem ser perigosas para as erradas. Por isso as crianças e adolescentes precisam ser orientadas a não se exporem demais.

5- O Facebook favorece a interação


O contato pessoal continua sendo de grande valor, mas a verdade é que a tendência dos contatos de agora em diante seja cada vez mais virtuais e se você quiser acompanhar a evolução sociológica como consequência das novas tecnologias que seu filho ou aluno provavelmente estará incluso, compreenda  e aceite que as redes sociais são ótimas ferramentas de interação.
No Facebook as crianças podem interagir melhor com a turma que estuda, com professores, parentes e amigos, independente da hora ou distância. E os trabalhos em grupo podem ser discutidos e elaborados virtualmente através das janelas coletivas privadas (inbox), de grupos ou páginas. Explicarei melhor sobre estas ferramentas no próximo post. 
É claro que a facilidade de interação com as pessoas pode trazer alguns perigos, como quando uma criança fala com estranhos, por exemplo. Mas, impedir as crianças de utilizarem as redes sociais atualmente é como querer que ela se isole e atrase o seu aprendizado das novas tecnologias. O ideal é permitir a utilização da rede, por um tempo determinado, sobre supervisão (frequente ou esporádica dependendo do grau de maturidade) de um adulto e orientações básicas, como as citadas em Crianças e internet: como orientá-las?


6- Exercício da concentração

Uma das dificuldades encontradas no Facebook são as distrações que ele oferece. Na coluna lateral esquerda ele apresenta jogos, grupos e páginas, enquanto à direita  apresenta propagandas, sugestões de amizade, o bate-papo, entre outros. 
Estas distrações são inevitáveis e não há solução a não ser exercitar a concentração dos alunos, prendendo a atenção deles a algo do interessante ou usá-las a favor de suas aulas. 
Pense bem, há algum jogo do Face que possa ser trabalhado em alguma disciplina? 
As propagandas podem ensinar algo a seus alunos?
A linguagem dos Bate-papo pode ser tema das aulas de português?

7- Promovendo discussões


Além da interação, o Facebook também favorece discussões interessantes e inteligentes, mas para isso é necessário haver um mediador que oriente e estimule as pessoas a participarem de discussões sobre assuntos específicos e interessantes. Esse mediador pode ser um professor, orientador pedagógico, um pai, ou qualquer pessoa que saiba promover uma interação saudável e moderada, e instigar o desenvolvimento da criticidade e verbalização.

8- Estímulo à criatividade


Os adolescentes costumam estar sempre ligados ao que acontece de novo no mundo. Mas é importante que eles não sejam apenas telespectadores da história e consumistas das novas tecnologias. É preciso conscientiza-los quanto aos seus papéis como sujeitos da própria história e estimular a criatividade para que se sintam agentes transformadores do mundo. 
Utilize o Facebook para aumentar a autonomia dos alunos e fomentar ideias inovadoras.

9- Educação na Web

Atualmente, é quase indispensável uma página da escola,  privada ou púbica, no Facebook.
Além de todos os benefícios citados acima, o Facebook pode ser um canal de promoção das atividades, exposições e projetos relacionadas Instituição de Ensino, contribuindo assim para o aumento de bons conteúdos na web.
Pense bem diretor! Crie uma página ou um grupo para a sua escola e mostre ao mundo o que ela pode apresentar de melhor!

10- Atraindo a comunidade


Não é somente os alunos que frequentam o Facebook, mas também os pais e pessoas de toda a comunidade. Então, a escola pode usar este instrumento educativo também para se aproximar deles.
Os pais gostam não só de ver as fotos dos eventos promovidos e ler os avisos, mas também de sentirem-se importantes e envolvidos nos projetos e atividades da Instituição de Ensino. 
Perguntas, enquetes, dinâmicas virtuais e postagens voltadas para a família no Facebook podem ser de grande valia.


E então, o Facebook é ou não é um instrumento educativo?

Deixe um comentário!

Erica Bosi

Comentários

  1. Bom dia, Erica!

    Sem dúvida, o facebook pode e deve utilizado (também) como instrumento educativo.
    Ah, já participei de sua enquete. Saiba que você tem feito um trabalho maravilhoso por aqui, basta continuar!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Irivan, pelo elogio e pelo apoio!
      Grande abraço!

      Excluir
  2. Oi Erica!
    Primeiramente felicito pelo ano de 2015.Que seja de muita saúde e alegrias para nós.
    Sua postagem está Excelente.
    Para este ano irei aplicar na prática a construção de um trabalho que favoreça a alfabetização para crianças com dificuldades de aprendizagem e de terceiro ano.
    A maioria tem acesso às redes sociais e acredito que usando essas ferramentas poderemos alcançar bons resultados.Planejamento e avaliação periódica são imprescindíveis no processo.
    Tudo de bom e conte comigo sempre.
    www.rosangelaprendizagem.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou da postagem? Deixe aqui seu comentário ou sugestão. Sua opinião é muito importante.